Se você quer ser um desenvolvedor de aplicativos para Internet, webdesigner, programador, analista de sistemas web, qualquer nome que seja, lembre-se: Programar é grátis!

Você não pode esperar arrumar um estágio, ou emprego, que te ensine (de mão beijada) a ser um bom desenvolvedor. Um bom desenvolvedor se cria sozinho, nas madrugadas selvagens dos canais de IRC e grupos de e-mail.

Explico.

Como Diretor de Tecnologia da boo-box, enfrento a nada fácil tarefa de formar um time com os melhores desenvolvedores, os ninjas da boo-box. O processo de seleção é contínuo, e a maior parte das vezes me deparo com e-mails desanimadores, abaixo alguns exemplos reais, e o que pensei após ler:

Envio-lhes um pseudocodigo feito no 1º semestre da faculdade.

Que eu saiba, pseudocódigo não roda em nenhum computador. Bunda mole.

Tanto em PHP quanto em Java Script só oque eu vi na faculdade , mais nada que eu não consiga aprender , até porque a base eu ja tive na faculdade.

Pra começar: JavaScript[bb] é escrito junto, e se você teve a base na faculdade por que não gastou umas horinhas aprendendo “o restante” em casa? Bunda mole.

Coloquei somente 2 exemplos que consegui achar, pois meus códigos na Bolsa estão restritos.

Seu trabalho é supersecreto? Então contribua pra um projeto de Software Livre ou faça um aplicativo em seu tempo livre. Bunda mole.

Não fiz trabalhos orientados a objeto ainda, tenho muita vontade de trabalhar com orientaçao a objetos.

Tem muita vontade? Muita mesmo? Nossa, e está esperando mudar de emprego pra aprender né? Bunda mole.

Se você já usou argumentos semelhantes aos exemplos acima, vou te revelar uma coisa: Você pode mudar sua vida, e até mudar o mundo, com o mesmo equipamento que usa pra ficar o dia inteiro no orkut trocando recadinhos com as peguetes, sério!
Listinha da alegria pra quem não lê parágrafos:

1. Consiga um computador conectado na Internet, serve o que está usando pra ler este texto, ou qualquer outro, com qualquer sistema operacional, pode ser até um netbook como o EEE PC[bb].
2. Crie uma conta no Google App Engine e baixe o SDK.
3. Prepare-se pra usar intensamente um serviço de buscas e uma documentação de Python.
4. Use bibliotecas e códigos de terceiros no início, comece com humildade e vá se aprofundando com o tempo.
5. Invista algumas madrugadas desenvolvendo aplicativos que funcionem de verdade, nem precisam ser inéditos, comece com sistemas de blog, chat, agregadores de feed…

Garanto que seguindo os passos acima você vai poder aprender muito mais sobre programação pra Internet do que qualquer graduação em Sistemas de Informação vai conseguir te ensinar.

E não precisa ser apenas com Google App Engine! Embrenhe-se no Ruby[bb], PHP[bb], JavaScript[bb], HTML[bb], Flash[bb], faça uns layouts no Photoshop, escreva um blog, melhore verbetes na Wikipédia, contribua pra humanidade de alguma maneira 🙂

E se você for realmente ousado, vai construir o site da empresa do seu tio mesmo sem saber como fazer, cobrará R$: 500,00 e usará uma parte disso pra melhorar seu computador ou conexão com a Internet. Foi assim que eu comecei, e a maior parte dos bons desenvolvedores de hoje também fez isso 4, 8, 10 anos atrás.

Eu sei que um computador conectado na Internet não é gratuito, tem custos, normalmente altos, o nome da campanha é “Programar é grátis” só pra causar impacto 🙂

Quando for mandar um e-mail tentando uma vaga pra ser desenvolvedor, escreva algo parecido com a mensagem abaixo, que também é real:

Marco não tenho muita experiência, estou buscando ela através de um estágio. Estou construindo um site e fiz um sistema de controle de gastos pessoais em PHP/MySQL. Eu adicionei um dos códigos no pastie.org. Abaixo segue o link para o arquivo.

O texto acima me deu muito mais confiança no candidato que os exemplos bunda mole anteriores, este candidato não tinha experiência, e sabendo disso, estava construindo um sistema simples em PHP e MySQL pra ele mesmo usar, é assim que um ninja age.

Fonte:
Recebi de um amigo que leu no blog do Marco Gomes em 2008-Nov-17 (marcogomes.com).